Home › Tags › lentes

Lente positiva e lente negativa

Nós vimos no post  EMETROPIA  X  AMETROPIA que muitos dos problemas visuais derivam de algumas alterações anatômicas, que acabam por alterar as dimensões das estruturas do globo ocular causando alterações no ângulo de refração da luz, ocasionando uma mal formação da imagem no olho.

Problemas visuais. Erros de refração da luz no olho humano

Resumindo: Os feixes de luz refletidos pelos objetos incidem em nossos olhos (perpendicularmente) e sofrem refração devida à mudança de meio (do ar, passam por um sistema de “lentes”) e diferentes materiais. Em um olho normal, com suas estruturas e dimensões corretas, as imagens se formam na retina. Em olhos amétropes, essas imagens se formam antes ou depois da retina, desfocadas e não nítidas.

O olho humano pode ser dividido em seis funções físicas fundamentais:

– a refração, cujos elementos responsáveis são a córnea, o cristalino e os humores aquoso e vítreo;

– A auto-focalização, feita pelo cristalino e pelos músculos ciliares;

– O controle da luminosidade interna feito pela íris e pupila;

– A detecção, feita pela retina (pelos cones e bastonetes);

– A transmissão da informação ao cérebro, feita pelo nervo e as vias ópticas, e

– A refrigeração da retina feita pela coróide.

Qualquer alteração em um desses componentes compromete a acuidade visual. Continue reading »

Ametropias X Emetropia. Qual a diferença?

ametropia - problemas visuais. Imagem borrada devido à formação do foco fora da retina

O que é EMETROPIA?

EMETROPIA diz respeito a um olho ou usuário EMÉTROPE, neste caso é uma pessoa que não precisa correção Dióptrica ou não necessita usar óculos de “Grau”. Isso ocorre porque o olho está correto.

Para gravar vamos dividir a palavra E.METRO.PIA em três partes: E que podemos dizer algo como CORRETO; METRO que quer dizer MEDIDA e PIA que podemos dizer que é o OLHO. Com isso EMETROPIA seria algo como “olho com as medidas corretas”, e portanto não precisa correção ou lentes de grau.

E quando é que o olho não precisa de lente de grau? Continue reading »

As primeiras lentes: a história do vidro

Desde o surgimento das primeiras lentes corretivas até os óculos modernos, o material utilizado para a fabricação das lentes mudou bastante.

De que são feitas as lentes dos óculos?

No início, no séc I dC, as primeiras lentes usadas eram feitas de cristal (pedras semi preciosas) cortadas em tiras, depois passaram a ser feitas de vidros e, atualmente, são confeccionadas basicamente por resinas plásticas  (lentes orgânicas, policarbonatos e trivex).

Vamos falar então sobre a história do vidro

Segundo alguns antigos relatos, o vidro foi descoberto de forma acidental e a partir disso é que foi sendo trabalhado chegando às modernas composições dos vidros atuais. O site: www.pt.wikipedia.org/wili/vidro, cita os Egípcios e os Fenícios como sendo os prováveis descobridores.Segundo uma lenda os fenícios voltando do Egito pararam as margens do rio Belus (hoje localiza-se a noroeste de Israel e acredita-se tratar do rio Na’aman) onde montaram acampamento.

Os fenícios traziam sacos de natrão (carbonato de sódio natural usado para tingir lã), acenderam uma fogueira com lenha e usaram pedaços do natrão para apoiar as panelas. Durante a noite mantiveram a fogueira acesa e, quando acordaram, notaram que o natrão desaparecera e em seu lugar encontraram blocos brilhantes e transparentes que pareciam enormes pedras preciosas.

O chefe da caravana, Zelu, observando que onde estavam os blocos de natrão a areia também havia desaparecido ordenou que o fogo fosse reaceso. Passado um tempo uma fieira de líquido fumegante e avermelhado escorreu das cinzas. Antes que a areia incandescente se solidificasse, Zelu, usando uma faca moldou uma tigela que foi admirada com gritos de espanto pelos outros mercadores. O vidro havia nascido.

O vidro surgiu por volta 4.000 a.C. e provavelmente os egípcios começaram a soprar o vidro em 1.400 a.C. com finalidade principalmente artística: Esculpiam e sopravam objetos de decoração que eram confundidas com pedras preciosas.

No Brasil a vidro Continue reading »

Os óculos e o desempenho escolar

Começa um novo ano e a grande preocupação dos pais é com a compra de material escolar para seus fílhos. Como também sou pai, sei que a lista é enorme e que, muitas vezes compramos antecipadamente “coisas” que nossos filhos nem chegam a usar durante o ano letivo.

Criança assistindo televisão muito de perto pode indicar algum problema de visão. Consulte um oftalmologista

Um item que não consta de nenhuma lista escolar é “revisão da acuidade visual” e “renovação dos óculos”… Esse fato é curioso, pois volta e meia as mídias divulgam a associação do desempenho escolar da criança com a dificuldade de visão! Continue reading »

História dos óculos. Entenda um pouco melhor de onde vêm os óculos e as lentes

A palavra óculos surgiu com o termo ocularium, na Antiguidade Clássica. O termo era utilizado para designar os orifícios das armaduras dos soldados da época, que serviam para permitir que os mesmos enxergassem.

história dos óculos - ocularium - que deu origem à palavra óculos

Somente no século I d.C surgiram as primeiras lentes corretivas, que eram feitas com pedras semipreciosas cortadas em tiras finas e davam origem aos óculos de grau para perto. Tudo isso se deve ao matemático árabe Alhazen, que, perto do ano 1000 d.C., formulou uma teoria sobre a incidência de luz em espelhos esféricos e como isso reagia no olho humano. Os monges eram, sobretudo, os mais beneficiados com o objeto, por passarem horas trabalhando nas grandes bibliotecas da Europa. Em 1270, na Alemanha, foram criados os primeiros óculos com aros de ferro e unidos por rebites. Eram semelhantes a um compasso, Continue reading »