Home › Categorias › Doenças oculares

O que é Daltonismo?

Daltonismo é a incapacidade de ver certas cores da forma normal.

 

Daltonismo. Imagem mostrando cones e bastonetes

 

O daltonismo ocorre quando há um problema com os grânulos de detecção de cor (pigmentos) em algumas células nervosas do olho. Estas células são denominadas cones. Elas são encontradas na retina, a camada sensível à luz de tecido que reveste a parte de trás do olho.

São conhecidos 3 tipos de daltonismo

  • Quando a pessoa não distingue a cor púrpura da cor vermelha
  • Quando a pessoa vê o vermelho como se fosse verde
  • Quando a pessoa não distingue o verde do vermelho, vendo as duas cores como marrom
Daltonismo. Diferença da visão normal para o daltonismo

Imagem do site feministasbemresolvidas.blogspot.com

 

A maior parte dos casos de daltonismo se deve a um problema genético. Cerca de 1 em cada 10 homens tem algum tipo de daltonismo. Muito poucas mulheres são daltônicas.

 

O seu médico ou oftalmologista pode verificar a sua visão de cores de várias maneiras. O teste para daltonismo é comumente feito num exame de olhos.

 

Mas vamos fazer uma brincadeirinha aqui: Olhe a figura abaixo. Se você consegue enxergar o Papai Noel você não é daltônico.

Imagem para teste de daltonismo

 

O daltonismo não tem cura, mas suas consequências podem ser minimizadas. A diminuição da luminosidade que atinge os olhos pode auxiliar no controle das manifestações clínicas. O paciente com daltonismo não deve escolher atividades profissionais que requeiram uma visão íntegra.

O que é Glaucoma?

Glaucoma é uma doença ocular causada principalmente pela elevação da pressão intraocular que provoca lesões no nervo ótico e, como consequência, comprometimento visual.

Glaucoma - elevação da pressão intra ocular

Imagem do site minhavida.com.br

 

A parte frontal do olho é preenchida por um fluido claro chamado de humor aquoso. Esse fluido é constantemente produzido na parte posterior do olho. Ele deixa o olho através de canais na parte frontal do olho em uma área chamada de cavidade anterior, ou simplesmente de ângulo.

Qualquer coisa que diminua ou bloqueie o fluxo desse fluido para fora do olho provoca o aumento da pressão ocular. Essa pressão é denominada pressão intraocular. Na maioria dos casos de glaucoma, essa pressão está elevada e provoca danos no nervo principal no olho, o nervo óptico.

Se o glaucoma não for tratado adequadamente, pode levar à cegueira.

Por isso, consulte regularmente um oftalmologista, principamente a partir dos 40 anos. O diagn[ostico precoce é a melhor forma de controlar a doença.

O vídeo abaixo ilustra muito bem o que é o glaucoma.

O que é Ceratocone?

ceratocone é um problema que ocorre diretamente na córnea.

 

Comparação entre córnea com ceratocone e córnea normal

 

No ceratocone, as curvas da córnea começam a se acentuar formando uma ponta como um cone, daí o nome. Nesses casos o acompanhamento médico é fundamental. Em casos de ceratocone o profissional de Contatologia (lentes de contato) tem um papel fundamental, pois certos graus de ceratocone só podem ser corrigidos com lentes de contato. A lente de contato “ajuda” a evitar o avanço do cone, se por acaso for feito um óculos, a córnea continuará livre e poderá acelerar o avanço do cone. O diagnóstico bem como as orientações para o uso de lentes de contato ou óculos deve ser feita por um profissional especializado

 

 

O que é Catarata?

A catarata é uma lesão ocular que atinge e torna opaco o cristalino (lente situada atrás da íris cuja transparência permite que os raios de luz o atravessem e alcancem a retina para formar a imagem), o que compromete a visão.

Imagem de olho acometido por catarata, mostrando o cristalino  bastante opaco

Do site drauziovarella.com.br

Como os raios luminosos não conseguem atingir plenamente a retina onde se situam os receptores fotossensíveis, o portador de catarata tem dificuldade para enxergar com nitidez.

A principal causa da doença é o envelhecimento. Embora o problema apareça geralmente em indivíduos com mais de 50 anos, há casos de crianças que já nascem com a doença (geralmente filhos de mães que tiveram rubéola ou toxoplasmose no primeiro trimestre de gestação).

Outras causas de catarata são diabetes, uso sistemático e sem indicação médica de colírios, especialmente dos que contêm corticóides, inflamações intra-oculares e traumas como socos ou batidas fortes na região dos olhos.

O único tratamento para catarata é o cirúrgico. Tanto a cirurgia quanto o pós-operatório são simples e rápidos.

Importante mesmo é consultar periodicamente um oftalmologista e cuidar de sua saúde ocular, certo?

O vídeo abaixo ilustra bem o que é catarata.