SISTEMA VISUAL

Vamos explicar aqui, resumidamente, as partes que compõe o sistema visual: o olho (Globo Ocular), o nervo óptico e seu quiasma e o cérebro.

Sistema visual: globo ocular, nervo óptico, quiasma óptico e cérebro

Primeiramente começamos com o “Globo Ocular” ou simplesmente olho. Suas partes executam uma função importantíssima no processo todo: ele é o responsável pela captação ou recepção da luz. Uma vez que a luz adentra o olho e atinge o fundo (nessa etapa o olho trabalha com o chamado “Estímulo Luminoso”), as células especializadas da retina transformam os estímulos luminosos em estímulos elétricos, que são enviados através do nervo óptico.

A retina é um tecido que recobre quase dois terços da parte interna do olho.

Para que isso ocorra a camada mais externa ou exposta da retina é recoberta de dois tipos de células especializadas em captação de luz.

a retina recobre cerca de 2/3 da parte interna do globo ocular

As células Cones que são responsáveis pela captação de luzes coloridas, ou cores, e em condições de ambientes extremamente iluminados, devido a isso o seu trabalho está mais efetivo durante o dia.

Outro tipo de célula que encontramos na retina são as células Bastonetes que são especializados em visão de penumbra ou popularmente visão em “preto & branco”, isso ocorre quando a visão tem mais contrastes em cinza escuro e cinza claro, sem muita noção de cores com isso podemos concluir que é um tipo de célula que atua muito mais durante a noite.

Como vimos o olho sozinho não proporciona a visão ele trabalha com a luz, transformando-a em impulso elétrico.

olhos direito e esquerdo ligados ao cérebro pelo nervo ocular

A partir deste ponto outra parte do olho entra em ação: o NERVO ÓPTICO.

Simplificadamente podemos dizer que existem um par de nervos que se origina do olho direito e outro par que se origina do olho esquerdo. O par de nervos ópticos do olho direito serve de transporte para os impulsos elétricos que foram enviados pelo olho direito e o par esquerdo, os impulsos do olho esquerdo. Com isso, cada olho atua de forma individual.

Comentário: Espera aí, se o olho direito capta uma imagem e transforma em impulso elétrico e o olho esquerdo também, como é que eu vejo “apenas” UMA IMAGEM e não DUAS IMAGENS???? E as duas são iguais???

Exatamente. Cada olho capta uma imagem e produz seu próprio estímulo luminoso, isto propicia ao homem a visão binocular (bi = dois, ocular = olho). Como cada olho está localizado de um lado do rosto o olho direito tem a visão mais à direita do objeto, e o olho esquerdo tem a visão mais à esquerda;  unindo as duas cria-se a capacidade de visão de profundidade, que nos permite estimar distâncias, fantástico, certo!!!!

Outro sentido que essa binocularidade nos permite é a visão em 3D ou Tridimensional. Tudo o que observamos tem “volume”; não é como em uma página de livro onde parece que está tudo no mesmo plano.

visão binocular - interpretação pelo cérebro das visões dos olhos direito e esquerdo

Quanto a termos a impressão que “vemos” apenas uma imagem o que ocorre é o seguinte: Lembre-se que do Olho Direito se origina um par de nervos, esse par de nervos é similar a um fio elétrico duplo, no Olho Esquerdo ocorre a mesma coisa. O destino desses “fios” de nervo é o cérebro onde os impulsos elétricos são decodificados e aí sim temos o sentido da visão.

Em um determinado ponto, entre o olho e o cérebro justamente no cruzamento do “X” formado pelo trajeto dos 2 pares de nervos, um “fio” do nervo que sai do olho direito se junta a um “fio” que saiu do olho esquerdo, seguindo para o lado esquerdo do cérebro, simultaneamente um “fio” que sai do olho direito, no cruzamento, se junta a um “fio” que saiu do olho esquerdo, seguindo para o lado direito do cérebro. Ou seja, de forma simples bem no cruzamento eles se misturam, esse mecanismo garante a “fusão” das imagens do olho direito e esquerdo, permitindo ao cérebro processar apenas uma imagem. Esse cruzamento chama-se QUIASMA ÓPTICO.

quiasma óptico - olhos direito e esquerdo ligados ao cérebro pelo nervo ocular.

Bem, vimos o Globo Ocular, vimos o Nervo Óptico, descobrimos o Quiasma Óptico, falta comentar sobre o cérebro. O cérebro tem a função de interpretar os sinais elétricos e com isso gerar a visão, alguns estudiosos dizem até que “quem” vê é o cérebro e não o olho. Mas sobre o cérebro falaremos um outro dia, ok?

Deixe seu comentário

NOTA: Você pode utilizar essas tags e atributos HTML.
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>